A IDÉIA CENTRAL É QUE QUANTO MAIS DISTANTE O “EU REAL” ESTIVER DO “EU DESEJADO”, MAIS INFELIZ E INSATISFEITO SERÁ O INDIVÍDUO.  


     
 

Atendimento Clínico / Imagem Pessoal

Muito além de características necessárias ao terapeuta segundo a abordagem centrada na pessoa (Carl Rogers): Empatia, Aceitação Positiva Incondicional e Congruência são valores de vida para Marjorie Vicente.

A profissional acredita que no momento da terapia, as três premissas citadas acima reproduzem o que deveria haver em todo tipo de relacionamento, ou seja, se as pessoas se colocassem no lugar umas das outras, aceitassem o outro de forma positiva e incondicional e fossem congruentes neste encontro, os verdadeiros “eus” seriam expressos e as relações seriam mais verdadeiras.

Em um mundo onde a imagem é ao menos a primeira responsável pelo julgamento que nos é feito, se faz necessário que o indivíduo avalie a sua percepção do “eu real” (que nem sempre condiz com a realidade) e que torne o “eu desejado” mais realista e menos idealizado por campanhas publicitárias e ideais de beleza inatingíveis.

A idéia central é que quanto mais distante o “eu real” estiver do “eu desejado”, mais infeliz e insatisfeito será o indivíduo.

Que tal um primeiro teste de auto-conceito?

1. Olhe para você
2. Sorria
3. Elogie-se

Como foi a experiência? Vamos conversar sobre isto!

Como “parceira” do seu cliente, Marjorie Vicente mantém o que é saudável fisicamente e mentalmente como bússola, e as escolhas do cliente, diante do seu conflito, como ponto de partida.

----------------------------------------------------------------------

Clinical Practice /
Self Image

Beyond the necessary characteristics to any therapist according to an approach focused on the person (Carl Rogers): Empathy, Unconditional Positive Acceptance and Congruence are life values for Marjorie Vicente.

The professional believes that at the time of therapy, the three premises mentioned above bring about what there should be in any kind of relationship, that is, if people put themselves in each other’s shoes, accepted each other in a positive and unconditional way, and were congruent in this, the true "selves" would be expressed and relationships would be more authentic.

In a world where image is responsible for how we are perceived, it is essential that one assess his or her perception of the "real self" (which not always is consistent with reality), and that one make the "desired self " more realistic and less idealized by advertising campaigns and unattainable ideals of beauty.

The main idea is that the more distant the "real self" is from the "desired self", the unhappier and more dissatisfied the person will be.

What about a first test of self-concept?

1. Look at yourself
2. Smile
3. Praise yourself

How was the experience? Let’s talk about it!

As a “partner” of her clients, Marjorie Vicente maintains what is physically and mentally healthy as a compass, and the choices of her clients, considering their conflicts, as a starting point.

 

 
       
  © Marjorie Vicente - 2010