Ola Mamaes! Tudo bem?

Ola Mamaes! Tudo bem? No inicio do ano, vou comecar as oficinas de promocao da autoestima para criancas e adolescentes bilingues em Miami e regiao! Em meio a tanto bombardeio do “corpo ideal”, tem sido cada vez mais comum a autoimagem negativa na infancia e adolescencia, o que pode desencadear problemas serios como os transtornos alimentares!

Vamos falar sobre imagem corporal, exercicios e alimentacao com foco na educacao e prevencao, e aproveitar para praticar o portugues! Sou psicologa, especializada em psicologia de imagem! Mamaes interessadas, confiram o meu site e me escrevam para mais informacoes! Obrigada desde ja! Um otimo final de semana para todas nos!!!!

Sandy – O Que Vi Da Vida – Fantástico

“Ser Voce Mesmo” doe a quem doer e desapontando quem quer que seja parece ser o maior desafio pessoal que enfrentamos na atualidade… falo a respeito disto diariamente com pacientes, clientes, amigos, familiares… somos vistos de acordo com o ponto de vista de cada um e algumas vezes nos perdemos tentando fazer jus a isto, e/ou acreditando no que estao dizendo enxergar… para a minha surpresa, achei uma participacao da Sandy no Fantastico (em um quadro que eu adoro!) SUPER relacionada com isto!

Vale a pena conferir! “Gente como a gente”, ela existe de verdade e nao e uma personagem! Emoticon smile “Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo.”

(Freud) ‪#‎ficaadica

Gente gorda não tem noção mesmo

pode chamar de gordaSão Paulo, uma manhã dessas. Calor de 29oC já às 9h da manhã. Sentada no metrô, vejo uma moça obesa entrando, bem bonita inclusive. A senhora ao meu lado comenta: “gorda desse jeito e ainda usando essa calça colada!”. Finjo que não era comigo e seguimos viagem.

A fala acima não é incomum. Aposto que você já ouviu algumas variações dela, e principalmente dirigida a mulheres:

“Nossa, gente gorda não tem noção mesmo!” (comentário proferido ao ver uma mulher gorda usando minissaia, por exemplo)

“As pessoas têm que entender que certas coisas simplesmente não caem bem em determinados tipo de corpo.”

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que as frases acima são extremamente preconceituosas e só reforçam o estigma da obesidade, tema já tratado anteriormente aqui nesse blog. Uma evidência clara do teor preconceituoso desses comentários é que muito provavelmente eles não seriam dirigidos a pessoas magras que estivessem usando uma calça colada, uma minissaia, uma blusa mais curta… Leia Mais

Pessoal, informação SUPER importante!

Acabei de fazer um trabalho de pesquisa sobre centros de tratamento aqui nos EUA e descobri o UNICO tratamento residencial BILINGUE (ingles/espanhol) para transtornos alimentares! Ok, nao e português, mas, ja ajuda muiiiito, nao?!!! Confiram e se precisarem de qualquer tipo de informação, contem comigo, e aqui em Miami!

http://www.oliverpyattcenters.com/es/porque

Para um bebe e aceitavel, mas para uma crianca ou um adulto e bullying?!?!

10653610_713026835441039_7573666328402305165_nMeu gordinho predileto!!!! Sim, voce esta na pagina de uma Psicologa de Imagem e eu estou me referindo ao meu sobrinho como “gordinho” da forma mais carinhosa que posso! Quando foi que se referir a alguem assim ganhou uma conotacao negativa?!?! Para um bebe e aceitavel, mas para uma crianca ou um adulto e bullying?!?! Tudo depende do significado que atribuimos as palavras! Vc pode me falar da sociedade… E verdade, mas a mulher so e hj reconhecida, a separacao so nao e mais vista como vergonha e os homossexuais tem os seus direitos porque alguem “ousou” pensar diferente! E se evidencias sao necessarias, aqui estao: o seu cerebro e composto por 80% de gordura e acidos gordurosos sao super importantes para a comunicacao intracelular! Ah, e a gordura, tambem, que nos garante corpos cheios de curvas! Se eu estou fazendo uma apologia a gordura?!?! NAO! So estou mostrando o outro lado da moeda! Assim como em relacao aos candidatos a Presidencia do nosso Pais, julgar no superficial e na base do estigma e facil! Dificil e se aprofundar e se permitir observar por outros angulos! Pensem a respeito!

Como manter a Recuperacao de um Transtorno Alimentar durante as Festas de Final de Ano

postnatal2Hoje eu estava fazendo um trabalho sobre “Como manter a Recuperacao de um Transtorno Alimentar durante as Festas de Final de Ano”, e achei muito interessante perceber que nem sempre o “problema” esta na comida.
Os topicos de conversa entre os parentes que se encontram nesta epoca podem ser tao prejudiciais quanto nao saber lidar com a mesa farta.
Um dos comentarios eu ja pude sentir na pele e JA recuperada do meu TA, por isto, acho super importante dividir com voces e reafirmar que temos que estar sempre atentos a nossa mente! Como todos que me acompanham sabem, tive uma colite bacteriana muito complicada no ano passado e perdi muito peso. Pessoas que me viram debilitada e que me reencontraram neste ano foram unanimes na frase: “Voce esta muito melhor do que a ultima vez que nos vimos, voce estava muito magra…” Este tipo de comentario durante o meu transtorno alimentar me levaria automaticamente a pensar que estou gorda e que entao era melhor estar na fase doente (por mais insano que isto seja). Porem, hoje eu consigo ver a intencao por trás das palavras das pessoas, elas so estao dizendo que eu estou saudavel, e dps de todo o sufoco, nao ha presente melhor do que este! E o mais importante de tudo, hoje eu amo o meu corpo e prezo a minha saude, portanto, comentario nenhum tira a minha paz interna! Busquem a de voces tambem, vale MUITO a pena. E “tias”, que tal dizer: “Nossa como vc esta bem, esta esbanjando felicidade!” Ao inves de focar na aparencia?!?! Bjs em todos e uma otima Terca!!!!

Qual foi a ultima vez que voce acordou se sentindo ma-ra-vi-lho-sa, feliz, completa e capaz de fazer tudo o que desejar na vida????

Qual foi a ultima vez que voce acordou se sentindo ma-ra-vi-lho-sa,
feliz e capaz de fazer qq coisa nesta vida???? A Jessica acorda assim
todos os dias!

Algumas frases ditas por ela:
-Minha casa e otima!
– Eu posso fazer qq coisa!
– Eu gosto do meu pai, dos meus tios, dos meus primos, da minha mae, da
minha irma…
-Eu gosto do meu cabelo!
– Eu gosto do meu quarto!
– Eu posso fazer qq coisa boa… melhor…

Quando foi que deixamos de acreditar que somos incriveis assim como
acreditavamos qdo criancas? Vamos praticar as afirmacoes positivas
diariamente e voltar a este estado de plenitude? FUNCIONA! =)

Pais, voces sabem o que e “parent coaching”?!?!

10622703_700639970013059_1091386486143835361_nHj eu recebi o email de uma mae muito querida e dedicada que esta passando por um periodo dificílimo com a filha em recuperação de um transtorno alimentar, e que agora, esta também apresentando sintomas do transtorno dismorfico corporal. Consigo sentir em cada frase o qto o coração desta mae esta em profundo desespero… e a minha maior vontade e entrar pelo meu computador, abraca-la e dizer que ela nao esta sozinha, que eu recebo muitos emails assim, que a recuperacao existe e que a tempestade vai passar!
Por este motivo, eu fiquei MUITO feliz qdo conheci o “parent coaching” na conferencia anual da NEDA em 2012, e desde entao, tenho dado suporte aos pais no momento da recuperacao dos filhos, nao so para ajuda-los a lidar com todo o processo, quem procurar, o que fazer, o que falar, o que evitar… mas, tambem, para eles terem um espaco SO deles, no qual a angustia, o desespero, a sensacao de impotencia e todos os outros sentimentos que afloram neste processo sejam trabalhados, afinal, a sua forca e MUITO importante neste momento, mas voce tem todo o direito de tambem precisar de ajuda, tropecar e se levantar qtas vezes forem necessarias! Voces NAO estao sozinhos! Esta e a principal mensagem! Sintam-se abracados e contem comigo!

Porque todo incentivo e muito bem-vindo!

Quem ja fez Mestrado aqui nos USA, ou esta passando por esta
experiência, ha de concordar comigo que o estudo se torna um trabalho em
tempo integral… abrimos mao de muitas coisas em nome disto, nao so pela
língua, mas pela demanda de atividades, em especial, as intermináveis
leituras… muitas vezes bate um “medao”… onde tudo isto ira me levar? Vou
conseguir fazer carreira aqui? E, neste momento, algumas coisas nos
fazem seguir em frente confiantes… ontem, uma delas foi um excelente
bate-papo com uma amiga querida que ja trilhou o mesmo caminho… e
outra, foi relembrar a msg abaixo de quem pode perceber virtualmente o
tamanho da paixao real pelo que faco… obrigada Lu e obrigada Fernando!
Vcs foram essenciais na noite de ontem!

Leia Mais

“Amanha sera diferente…”

“Part of the cycle often includes the promise that each incidence will be the last.”
(Bulimia – A Guide to Recovery / Lindsey Hall & Leigh Cohn)

Quantas vezes vc teve um episodio de compulsao seguido de algum tipo de purgacao/compensacao e jurou ser a ultima vez?!?! Vc nao esta sozinha
(o) e nao precisa ter vergonha! Procure ajuda! Existe recuperacao para transtornos alimentares e vale MUITO a pena, eu te garanto!

O conceito de Psicologia de Imagem faz cada vez mais sentido!

“Cross-cultural studies suggest that larger people are not subject to the same diseases in countries where there is less stigma attached to weight.” (Health at Every Size – page 131) Estudos entre diferentes culturas mostram que as pessoas consideradas acima do peso nao apresentam os mesmos riscos de doencas em paises em que ha menos estigma relacionado ao peso!

“The difference between actual weight and perceived ideal weight was a better indicator of mental and physical health than BMI. In other words, feeling fat has stronger health effects than being fat.” (Health at Every Size – page 131) A diferenca entre o peso real e o peso percebido e um indicador melhor de saude mental e fisica do que o IMC. Em outras palavras, se sentir gordo tem efeitos mais fortes a saude do que de fato ser gordo!

Impressionante como tudo isto esta relacionado com o conceito que criei ha 4 anos atras “Psicologia de Imagem: busca do equilibrio entre a imagem real e a imagem desejada”, as distorcoes sao capazes de causar nao so danos psicologicos, mas, fisicos tambem! Pensem nisto e mais do que procurar a imagem no espelho, tentem “escutar” como vcs se sentem dentro dos seus corpos!

Ah, e antes de julgar quem esta ou nao acima do peso, que tal ler um livro?!?! Eu sugiro este:
Health at Every Size – Linda Bacon, PhD.
E, tambem, uma pesquisa sobre ACP Abordagem Centrada na Pessoa e as suas 3 premissas basicas, em especial, a aceitacao positiva incondicional! O mundo pode ser muito mais verdadeiro e colorido quando voce se dispoe a aceitar o outro, ate pq, os seus padroes sao certos para quem?!?!
Experimente! =)