O Doce Prazer da Vingança: vale mesmo a pena?

Definição
Pela definição, a vingança seria uma represália em resposta a algo que foi percebido ou sentido como danoso. Neste sentido, a mesma traz um ar de justiça, porém, a idéia de “dente por dente” esconde o outro lado da vingança e o mais comum, que vai além da justiça e de encontro ao sadismo. É quando a mágoa, raiva ou qualquer outro sentimento negativo é tão intenso que a pessoa lesada deseja que o prejuízo ou a dor alheia sejam superiores ao causado. A vingança não busca acordos ou reconciliações.

Exemplos Mundiais de Vingança
Na época feudal, por exemplo, a classe de samurais no Japão mantinha o respeito pelo seu clã através do assassinato vingativo (katakiuchi) que não só pregava a morte de quem havia feito a ofensa, como também, dos familiares do mesmo.

Visão Psicóloga Vingança X Justiça / Sentimentos Causados pela Vingança
Enquanto psicóloga, eu não acredito na busca por vingança, e sim por justiça. Justiça esta que busca a igualdade e que tem como símbolo os olhos vendados denotando a imparcialidade ou a balança revelando a igualdade de direitos. A justiça visa o bem mesmo quando ela se manifesta em forma de punição, já a vingança tem um aspecto destrutivo.

Entre a agressividade e a passividade, existe o meio termo denominado assertividade. Quando as pessoas agem de acordo com o comportamento assertivo, elas tendem afirmar e buscar os seus direitos, e expressar sentimentos, valores e crenças sem violar o direito do outro. Assim, diante de um comportamento que você considere inadequado de uma outra pessoa, é importante que você não se cale, que se pronuncie a respeito, expresse como se sente, mas não tente “fazer justiça com as próprias mãos”, o que seria a vingança disfarçada.

Deixe que a vida se encarregue do aprendizado alheio, que muitas vezes irá ocorrer pela dor, e não se misture a este emaranhado de sentimentos negativos, perdoe, confie no Universo e aja de forma a não se arrepender mais tarde. A vingança pode gerar a compensação desejada, o “empate”, mas, o prazer do “acerto de contas” tende a desparecer de forma rápida deixando em seu lugar um vazio existencial, culpa e remorso pelo mal causado de forma intencional.

Insensato Coração
A trama atual do horário nobre da Rede Globo, traz à tona a discussão citada acima entre Vingança e Justiça. A personagem de Glória Pires, Norma Pimentel, foi seduzida e, em seguida, abandonada por Léo Brandão (personagem de Gabriel Braga Nunes) que planejou roubar o patrão da mesma, e acabou por colocá-la na cadeia. Depois de muitas tentativas em vão na busca de provar a sua inocência, Norma só pensa em vingança.

Já Pedro Brandão (personagem de Eriberto Leão) e Raul Brandão (personagem de Antônio Fagundes), respectivamente, irmão e pai de Léo, desejam apenas que a justiça seja feita após a descoberta dos crimes da “ovelha negra da família”. Movido por sentimentos como inveja e ciúmes, Léo tentou durante todo o desenrolar da trama ter tudo o que o irmão conquistava e não poupou esforços para ser bem-sucedido e admirado.

Há uma diferença vital entre o grupo de personagens. De um lado Norma movida pela  paixão não pensa em colocar Léo na cadeia, e sim, em domá-lo, zerar a sua prepotência, arrogância e autoconfiança. O que tudo indica é que o que está por vir será um jogo psicológico em que os papéis de vítima e algoz irão se misturar.

Do outro lado, temos Pedro e Raul tomados pela tristeza e decepção diante do irmão/filho (respectivamente) com comportamento completamente inadequado, mas, movidos também pelo grande senso de justiça.
Assim, a novela irá apresentar um conflito ético nesta reta final entre Norma X Raul e Pedro. Uma vez que o desejo de vingança não é um sentimento nobre, não fazendo de Norma uma heroína pelas injustiças que sofreu anteriormente.

Mensagem Final
O grande perigo da Vingança é exatamente o observado na trama das 21hs da Rede Globo, Insensato Coração, a vítima se tornar igual ao criminoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>